quinta-feira, 18 de setembro de 2014

Renomada jornalista admite que também é prostituta

Amanda Goff é uma renomada jornalista na Austrália, que deixou a maioria dos australianos de queixos caídos ao revelar que também é prostituta. Em entrevista ao jornal espanhol El Mundo, ela disse que à noite usa o nome de "Samantha" e cobra cinco mil dólares pelos serviços sexuais.
De acordo com El Nuevo Diario Web, a jornalista começou na área trabalhando no bordel "mais seleto" de Sydney, na Austrália. O local é frequentado por executivos, atletas, empresários e personalidades.
Mãe de dois filhos, um de sete e outro de cinco anos, Amanda afirma ter iniciado a carreira cobrando 450 dólares, mas depois de um ano e meio decidiu tornar-se independente. "Deixei o bordel para trabalhar como senhora de empresa privada. Assim, teria que ver menos homens e os cobrava muito mais", comenta.

Nenhum comentário:

Postar um comentário