domingo, 8 de dezembro de 2013

Tubby versão feminina do lulu

Rio - Chegou a vez deles. O Lulu, polêmico aplicativo que se tornou a sensação das mulheres — e das redes sociais —, está prestes a ganhar sua versão masculina: o Tubby (nome em inglês do famoso personagem Bolinha). Prevista para estrear em uma semana, a ferramenta será a ‘revanche’ dos homens que têm sido avaliados e, também, expostos involuntariamente.

Ora visto de forma séria ou como piada, o novo aplicativo deixa internautas ansiosos: mais de 3 mil já curtiram a página do Tubby no Facebook e esperam o download ser liberado. A vingança dos ‘bolinhas’ promete causar rebuliço: as hashtags chegam a usar classificações íntimas como #CurteTapas, entre outras mais pesadas.

No Lulu, etiquetas mais ‘abusadas’ causaram revolta e foram alvo de ação judicial. O estudante de Direito de São Paulo, Felippo Scolari, 26 anos, processou o aplicativo e o Facebook por danos morais. Ele pede indenização de R$ 27 mil.

“Estava com a minha namorada e recebi a notícia de que estavam me avaliando e falando coisas íntimas. Me senti lesado, pois não dei permissão para usarem minha imagem”, alega Felippo. Mesmo revoltado, ele garante que não usaria o Tubby: “Isso é para pessoas de cabeça fraca”, disse o jovem, que chegou a receber 7,7 de média pelas avaliações.

Assim como no Lulu, mulheres listadas no Tubby poderão apagar seus perfis do aplicativo. “Não dá pra levar a sério. É claro que uma pessoa que tiver rancor de outra vai tentar denegri-la. Se minha imagem estiver lá, vou apagar”, declarou a contadora Debora Carvalho, 30.

Vale tudo para aumentar a ‘cotação’

Há quem leva a sério o Lulu. Prova disso são ferramentas criadas para melhorar notas, como ‘Aumente o seu CR no Lulu’ — CR significa coeficiente de rendimento. O aplicativo tem planos como ‘É pra casar’, com 30 hashtags positivas, ou ‘Manda bem’, com cinco, por R$ 100.

Alguns pedem às amigas que os avaliem positivamente ou chegam a criar perfis femininos falsos para uma auto-avaliação. Com nota 7,8, o advogado Diogo Mendes, 28, diz que leva na ‘gozação’: “Não vou usar o Tubby. Não gosto de comentar minha intimidade, nem a dos outros”, afirmou.

Nenhum comentário:

Postar um comentário